quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Pensamento #1

"Não devemos permitir que alguém saia da nossa presença sem se sentir melhor e mais feliz." Madre Teresa de Calcutá

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Confiança

"Confia no teu cão até o último momento, mas na tua mulher ou no teu marido, apenas até a primeira ocasião." Tchekhov , Anton

"A desconfiança é a mãe da segurança." Scudéry , Madeleine

"A confiança é a mãe do descuido." Gracián y Morales , Baltasar

"É preciso, no geral, acreditar em alguém, para, no particular, realmente nele depositar confiança." Hofmannsthal , Hugo

"Há seis requisitos necessários para um casamento ser feliz: o primeiro chama-se Fé, e os outros cinco, Confiança." Hubbard , Elbert

"Não há nada que faça um homem suspeitar tanto como o facto de saber pouco." Bacon , Francis

"A vida, para os desconfiados e os temerosos, não é vida, mas uma morte constante." Vives , Juan

"O que rouba a confiança dos homens é o maior dos ladrões." Textos Judaicos

"Quem perdeu a confiança não tem mais que perder." Siro , Públio

Era só isto que eu queria ter tido e tu não deixaste...

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Adoro

Adoro que me digam o que devo fazer
Adoro que me orientem em tudo o que faço
Adoro que ignorem a minha vontade e façam o que querem comigo
Adoro que tomem decisões por mim
Adoro que me provoquem danos irreversíveis sentimentalmente
Adoro que me dêem e depois me tirem sem razão aparente
Adoro que se aproximem e se afastem sem razão aparente
Adoro falsas cumplicidades e tabus imbecis
Adoro leis e regras e tratados

Mas sobretudo adoro ironia e sarcasmo...

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Ensinamento Africano

Na festa, as crianças quando ficam cansadas choram, adormecem e acordam no dia a seguir felizes e completas!

Na festa, os adultos quando ficam cansados dançam, bebem, fingem e acordam no dia a seguir mais vazios do que antes...

It's a quarter after one

"Another shot of whiskey, can't stop looking at the door.
Wishing you'd come sweepin' in the way you did before.
And I wonder if I ever cross your mind.
For me it happens all the time."

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Julgar Ir Andar Nascer

Já era tarde e acordei.Hoje foi um dia em que me apercebi da necessidade que tenho em comunicar com as pessoas apesar de gostar de algum tempo para mim...

Uma vez que foi feriado passei o dia em casa, sozinho, comigo com os meus pensamentos, com a minha enxaqueca, com o meu ócio, com a minha preguiça, com o meu tudo e o meu nada...

Lavando a minha alma com os meus pensamentos e a minha introspecção que me é característica nestas alturas do ano, da vida e mesmo quando o dia se passa num domingo/feriado é quase inata esta tendência de reflectir...

Incrível como o ser humano consegue abarcar tudo dentro dele ou sentir a sua força interior desmazelada e sem força...À medida que o dia passava eu tentei entender um bocado melhor a minha caminhada como pessoa de há umas semanas para cá...O que eu realmente quero, o que eu ainda não consegui e quero atingir...Muitas vezes, para além da motivação ou determinação falta-me uma meta, um caminho que eu deva seguir...

Andava com vontade de fazer algumas futilidades, ver uns filmes leves, umas séries, relaxar e ter tempo só para mim...Só que no final do dia, o vazio sentido foi diferente do dos outros dias...Faltou gente, faltou vida, faltou algo que por si só me faz pensar que sou um ser já tão habituado à sociedade que se me assemelha impossível viver sem ela e sem as pessoas que importam para mim...

Nalgum lado li que era mais importante a demanda que o objectivo atingido e como estavam correctos...Mas há momentos em que me falta o discernimento, a força, a atitude, a agilidade, a astúcia para fazer o que é correcto ou para lutar mais afincadamente por aquilo que realmente quero...

Além de todo este desmazelar mental que me toma acaba por me afectar como nunca a saúde...Damn it!!Como fico irritado quando estou doente a sério...Saber que tenho tanta coisa para fazer e não me consigo mexer e ainda para mais isto acontece-me sempre que fico sozinho em casa...É incrível...A sério...

Mas enfim, o que seria da nossa vida sem constantes ciclos, renovações, renascimentos? Quando passo por um estado febril e recupero era como se tivesse estado numa espécie de transição que nos acaba por renovar não só a saúde mas também o espírito...

A reflexão não é só uma forma de estarmos sozinhos connosco, deve levar-nos a algum lado depois dela, quanto mais não seja a um estado de indecisão que nos remeta a tentar encontrar outras soluções para além de pensar...Às vezes é mais importante saber resolver as coisas de uma forma correcta do que passar a vida a pensar nelas...

Raios me partam!Eu hoje estou para aqui a falar que nem uma besta, algumas das coisas têm a maior lógica e o maior sentido para qualquer mortal...Sabem?Muitas vezes acho que vejo o mundo de uma forma tão simplista e tão natural que me sinto mais um entre tantos com uma opinião catalogada e comum...Mas outras...Outras indigno-me...

"Que raio de mundo é este?" - digo eu...Há outras alturas na minha vida em que me parece que vejo coisas tão anormais, tão absurdas, tão sem sentido...Atitudes de gente que se diz adulta, atitudes completamente enviesadas de gente que já teria idade ou maturidade para ter o mínimo de senso...E nessas alturas irrito-me...Nessas alturas se alguém tem uma atitude dessas para mim e espera que eu aceite sem contra-argumentação aí sinto que alguém me está a tentar insultar na minha inteligência...Já dizia o enorme José Régio: "Ah, que ninguém me dê piedosas intenções"...

Uma empregada doméstica consegue ter atitudes mais coerentes que um médico especialista...Já tive provas disso...Não sempre mas também nem sempre se é correcto e a empregada doméstica tem a formação que lhe foi permitida ao invés do médico especialista cuja formação académica o deveria remeter para uma posição de respeito e responsabilidade ao invés de arrogância, altivez e tiques de superioridade...

Eu? Eu sei que raramente tomo o sentido certo das coisas, sei que me deveria comportar de forma diferente...Sei que preciso de algo que me endireite e me guie porque no fundo bem lá no fundo, eu não sei viver sem sociedade mas quando me afasto por um bocado tento-me proteger o mais que possa...Como se uma concha me envolvesse e criasse alguma protecção sobre as coisas...

Sei que são devaneios o que escrevo...Sei que provavelmente nunca passarão daqui mas quando no final, sentem que aquilo que sentiam conseguiram de certa forma passá-lo para o papel para que um dia alguém o possa ler e tentar entender-vos, é um sensação maravilhosa!!

sábado, 3 de dezembro de 2011

Vinha a pensar nisto enquanto conduzia...

RELACIONAMENTOS

Outubro 2004-Junho 2008 (3 anos e 8 meses)

Agosto 2008-Janeiro 2009 (5 meses)

Abril 2010-Junho 2010 (1 mês e meio)

Setembro 2011-Outubro 2011 (1 mês)


What the fuck is wrong with me? LOL

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Each moment has a music...Each music a state of mind... Part II

Muitas destas músicas não significa que eu goste delas ou por outra, que as ouvisse na altura ou assim, significam que por algum motivo, são associadas a essa altura muitas vezes pela letra...

Agosto 2009 - Tick Tick Boom (The Hives)
Setembro 2009 - Fat Lip (Sum 41)
Outubro 2009 - Everybody Hurts (R.E.M.)
Novembro 2009 - Where Is My Mind? (Pixies)
Dezembro 2009 - Just a Day (Feeder)
Janeiro 2010 - The Importance of Being Idle (Oasis)
Fevereiro 2010 - It's Been Awhile (Staind)
Março 2010 - If I Could Change Your Mind (Boyce Avenue)
Abril 2010 - Here Is Gone (Goo Goo Dolls)
Maio 2010 - Casal Garcia (Despe e Siga)
Junho 2010 - I Want To Break Free (Queen)
Julho 2010 - Don't Stop Me Now (Queen)

domingo, 27 de novembro de 2011

Domingos...


Just another lonely Sunday...

Por acaso não a nível de companhia física...Tive a casa cheia com gente para fazer um relatório para uma cadeira.Relatório esse que me entediou e para o qual não me senti nada motivado...

Às vezes pergunto-me porque vim para Engenharia Mecânica...Sim era bom aluno a Matemática e Física...E então?Às vezes considero a minha escolha um erro crasso...Nem sei bem o que vou fazer para o resto da minha vida, nem sei bem o que vou fazer nem o que sei que sou capaz de fazer...

Às vezes gostava de começar de novo mas ia para onde?

Para que direcção?

Será que vou ser sempre assim tão indefinido e com este espírito tão nómada?? (Risos)

Às vezes pergunto-me como estará a minha vida daqui a 3 anos...Será que vou estar à altura do mundo adulto ou será que ele vai estar à minha altura?De certa forma sinto-me sempre incompleto...Sinto sempre que me falta algo, é a natural insatisfação humana lol

Já várias vezes aqui falei disso, não importa quão bem nos corra a vida (de momento nem é bem esse o caso mas tenho fases em que ando mais optimista que noutras) que o ser humano está sempre insatisfeito...


Baaah!Sabem que mais? Odeio domingos...Raios partam os domingos...São chatos e aborrecidos...Normalmente durmo até tarde...Se estiver em Bragança passo o dia a pensar que vou ter de fazer uma viagem entediante, por norma sozinho, para o Porto e que vou demorar para cacete...Num piscar de olhos são horas de ir e assim se passou o dia.Quando chego ao Porto é de noite...Bah!Não dá para nada o raio do dia de descanso...O dito dia que na história de fantasia dos católicos o ser superior descansou...Se estiver no Porto detesto o dia porque por norma nunca sei bem o que fazer...Tento estudar mas como vos referi a motivação é uma cena que não me tem assistido...Às vezes gostava de ter outra postura na vida...Porque não sei se é a vida que é chata para mim se sou eu que sou chato para a vida...E uma vez que a conheço há tanto tempo como ela a mim até estou disposto a dar-lhe uma hipótese!!

Sabem que mais? Os domingos nem são assim tão maus! ;)

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Luto fase 1,5


luto
s. m.
1. Sentimento, pesar (pela morte de alguém).
2. Dor.
3. Traje de dó.
4. Massa argilosa para tapar hermeticamente fendas de vasilhas.


"O luto é um conjunto de reações a uma perda significativa, geralmente pela morte de outro ser. Segundo Bowlby quanto maior o apego ao objeto perdido (que pode ser uma pessoa, animal, fase da vida, status social...) maior o sofrimento do luto. O luto tem diferentes formas de expressão em culturas distintas."

"A característica inicial do processo de luto acontece pelas relembranças da perda aliada ao sentimento de tristeza e choro, sendo que a pessoa se consola logo após. Este é um processo que evolui, onde as relembranças são intercaladas com cenas agradáveis e desagradáveis, sem, necessariamente, ser acompanhadas de tristeza e choro. Além destes sentimentos, é comum o estado de choque, a raiva, a hostilidade, a solidão, a agitação, a ansiedade e a fadiga. Sensações físicas como vazio no estômago e aperto no peito podem ocorrer."


Negação
Raiva
Finge estar tudo bem
Depressão
Aceitação

Negação
"Se calhar posso voltar a falar com ela...Se calhar não há problema...Mando-lhe só uma mensagem ou ligo-lhe...Afinal de contas não estou bem..."


É nestas alturas que preciso que alguém me dê um chapo...
E é isso, segui, fechei a porta e fui embora...
Não posso dizer que esteja bem ou que esteja espectacular.
Estaria a ser cínico e hipócrita...
Segui...Não foi fácil decidir mas achei que era o melhor para a minha sanidade mental...Custa ter feito tanto por uma pessoa e não ter sido retribuído num quarto disso, mas habituado que estou...É nestas alturas que temos de ir buscar forças mas penso que fiz o correcto...Sinto-me injustiçado, sinto-me usado, sinto-me com raiva, sinto-me esquecido, sinto-me ignorado e às vezes sinto-me na merda no que toca a esta situação...Às vezes dá-me vontade de fazer mais de 300km e dizer na cara a essa pessoa tudo o que queria e o que não queria, tudo o que merecia ouvir mas já chega...De uma vez por todas já chega...

terça-feira, 15 de novembro de 2011

1text 2 themes

Hmm...Estive a pensar e repensei e a mensagem que pus no blog pode ter levado a interpretações erradas...

O último post não é referente a ninguém, não é para este ou para aquele, não é para ninguém em particular e temo que alguém o possa interpretar como isso.

Foi um "grito" na noite basicamente...Foi um grito para alguém, foi um grito para todos e para ninguém, foi um grito para quem quisesse ouvir...

Não sei se poderia levar a uma interpretação de se dirigir para alguém mas pelo sim pelo não achei por bem clarificar a questão!



Já agora disserto sobre um tema que me tem vindo a preocupar...
Eu não me considero nenhum génio da humanidade, nem tão pouco me considero uma pessoa pela qual alguém se deva seguir. Mas ainda hoje presenciei tamanha falta de senso, tamanha ignorância por falta das pessoas que às vezes me assusta o nível de pessoas que se vão formar...Se estudo, supostamente, numa das melhores faculdades da Europa alguns alunos de lá não mereciam estar num politécnico do interior (sim, estou a ir contra as minhas raízes, sad but true)...Porque demonstram falta de valores, falta de educação muitas vezes e falta de "saber-estar" em determinadas situações...

E revolta-me que depois, a maior parte desta gente deste nível do ensino superior em geral vá para a praça pública refilar contra o país e o Estado porque não há oportunidades de emprego e estes são os que menos fazem para o ter, não se esforçaram durante boa parte da vida e chegando ao fim acham-se no direito de ter tudo...

Bem sei que o país está mal, bem sei que o nível de vida está a decair a passos largos, bem sei que não sou nenhum exemplo de trabalho árduo no que toca a esforço e dedicação mas tento seguir com as minhas responsabilidades e obrigações e SOBRETUDO na hora do erro admito as minhas falhas e tento entender o porquê de melhorar...Não tento ter razão só porque as coisas me correram mal...


Texto um bocado esquizofrénico no que toca aos temas mas pronto senti necessidade...

.....................................................

Dá-me a mão... Ajuda-me a seguir outro caminho, ajuda-me a desprender-me de tudo e todos, ajuda-me a seguir outro caminho, ajuda-me a sair do meu luto constante...

Onde quer que estejas, se me olhas, se pensas em mim, se te digo algo por favor dá-me um sinal.Algo que me tire desta indecisão de vida, alguém me arranque com força desta inércia irritante, desta dor que não pára de sangrar, deste desespero que não pára de me congelar a mente e o coração...

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Each moment has a music...Each music a state of mind...

Por vários motivos a minha vida nunca mais foi a mesma a partir deste mês até agora...Muita coisa mudou na minha vida, muita mentalidade, muitos sonhos destruiram-se, ganhei noção da realidade e de muita coisa...Cada mês representa um estado de espírito que vivi e momentos pelos quais passei em cada mês que podem estar estampados nessas músicas...

Agosto 2008 - Basket Case (Green Day)
Setembro 2008 - Tonight (Reamonn)
Outubro 2008 - Wonderwall (Oasis)
Novembro 2008 - Lying From You (Linkin Park)
Dezembro 2008 - Broken Promises (Element Eighty)
Janeiro 2009 - Goodbye Tonight (Lostprophets)
Fevereiro 2009 - Broken Strings (James Morrison feat. Nelly Furtado)
Março 2009 - Don't Look Back in Anger (Oasis)
Abril 2009 - New Born (Muse)
Maio 2009 - Unintended (Muse)
Junho 2009 - Sexed Up (Robbie Williams)
Julho 2009 - This Fire (Franz Ferdinand)

To be continued...

sábado, 5 de novembro de 2011

Ficou algo?

Acabou a vontade de fazer tudo por mim, acabou o à vontade para mostrar tudo e não esconder nada, acabou a vontade incessante de manter contacto comigo e de querer saber como estou, acabou a vontade de me ligar ao acordar e a vontade de ligar ao ir deitar. Acabou a vontade de dizer um bom dia ensonado que pensa logo em mim mal acorda e acabou a vontade de não querer ir dormir sem ouvir a minha voz...

O que é que restou do que sentias por mim?

sábado, 29 de outubro de 2011

Pensatório #1

Ontem tive uma espécie de...bem não foi uma epifania mas perto de qualquer coisa que não consigo explicar.

Aqui há tempos já me tinha dado conta de que aquilo que me fazia sentir bem comigo e que me divertia já não eram as noites de álcool nem tão pouco o som desenfreado e audível (em demasia) das músicas de discoteca...Não...

Sou um confesso "cagarolas" da morte admito.É o motor que nos faz andar - a morte.Queremo-nos distrair dela e nem queremos pensar mas é um facto que vivemos tão pouco tempo que nos esquecemos de muitas vezes aproveitar a nossa viagem no nosso comboio...E enquanto segurava uma mistela de cachaça com (pouco!) açúcar dei-me conta de que o que eu procurava que me fazia completamente feliz não estava ali.Talvez num período da minha vida me interessasse mais aquele tipo de vida mas agora já não consigo achar piada.Estou a ficar velho é um facto.

Gosto de noites a jogar cartas,a jogar trivial pursuit,a jogar computador com amigos.
Gosto de ver filmes de madrugada, gosto de conversas profundas a qualquer hora do dia.
Gosto de me sentar na escuridão da minha varanda e ficar a olhar para a cidade...

E podia dizer a clássica frase dos U2 "but I still haven't found what I'm looking for" mas nem sei se é assim.Não se já encontrei ou não...

Hoje, ressacado vi um filme um bocado imbecil do ponto de vista dos meus padrões de cinema, Stardust. Mas em determinada altura fez-me pensar...Às vezes estamos ao lado de algo ou alguém que nos possa dar a felicidade e nem nos apercebemos disso...Às vezes estamos tão empenhados em seguir numa direcção que nos esquecemos de olhar para o panorama em geral...Tenho pena de não conhecer algumas pessoas que me parecem bastante interessantes...E não falo de interesse físico nem tão pouco a questão de conhecer de uma forma de ir para a cama com...Eu sei (acho) que ninguém é tão redutor mas da forma como isto anda hoje em dia já nem sei; quando se fala em interesse pega-se logo na questão do físico. Mas eu não falo disso, falo de um conhecimento profundo, daquilo que as pessoas deixam em ti, da marca que tu deixas em alguém ou que alguém deixa em ti...O sexo não é overrated não senhor, é óptimo ter um orgasmo, é sim senhor, é óptimo dar uma boa ****!Não é isso que está em causa, mas no final , quando ficamos só connosco a pensar, aquilo que nos marca verdadeiramente são ideias, ideais, traços de personalidade... E bolas como me têm marcado tantas pessoas ao longo da vida...Pessoas que eu dou graças por ter conhecido mesmo!

Um muito obrigado às pessoas que se cruzaram comigo e me fizeram bem ou me marcaram de certa forma...

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

What the.......?

Confesso que estou um bocado ébrio e que portanto esta mensagem pode gerar um bocado de corrosividade...

Ok...Pois que descobri alguém melhor que eu para compreender as mulheres.Por norma, eu tento ouvir as pessoas tento aconselhá-las,tento compreende-las e dar-lhes força mas ontem finalmente entendi que as mulheres não precisam disso desde que haja um Rafa...Ao que parece é remédio santo, elas ficam sem dor naquele instante, mais do que um abraço amigo as mulheres precisam de um Rafa! Tenha um você também!

domingo, 16 de outubro de 2011

What really matters

Um dia alguém me disse "Não faças planos para vida porque a vida tem planos para ti". Ainda que eu acredite que nós acabamos por traçar o nosso próprio caminho com as escolhas (ou ausência delas) que fazemos esta frase muitas vezes é bem verdade...Às vezes por mais que pensemos que algo estaria completamente fora do nosso alcance,fora daquilo que nós conseguíssemos essa coisa acaba por acontecer...

Por outro lado acho que, estando cientes das nossas limitações como seres humanos, a vida acaba por nos dar aquilo que nós queremos dela...Porque até inconscientemente acabamos por lutar por elas, porque sem dar conta mas talvez sabendo bem no nosso íntimo e inconscientemente que às vezes sabemos perfeitamente aquilo que queremos e lutamos com todas as forças para que isso aconteça ainda que que nos tentemos enganar...

Não sei o que a vida me reserva, sei o que gostava que ela me desse mas isso é neste momento...O mundo e a vida mudam bem como nós...Umas vezes nós mudamo-los outras vezes eles mudam-nos...

Por um lado sinto-me mais calmo na vida, sinto que consigo levar as coisas com mais calma e mesmo tendo sentimentos e admitindo que sou uma pessoa extremamente sensível já não fico estagnado a sofrer ou embebecido a admirar a felicidade...Sinto-me mais capaz de enfrentar as coisas e mais capaz de as aproveitar no devido momento...

Já chega um bocado de melancolias ilógicas ou de alegrias exageradas por noites sem sentido...A vida vai ter sempre felicidade e sempre tristeza é como o dia e a noite, como o doce e o salgado,como acordar e adormecer...
Não sei porque é que nos queixamos tanto da vida se nós é que a vamos escolhendo a partir de determinada altura fazemos o nosso trilho e aí vamos nós, nem sempre tendo controlo sobre tudo mas o importante é tentar fazer da vida o que queremos dela.Claro que isto tem uma implicação gigante que é: temos de saber o que queremos mas aí já não há nada que nos valha a não ser nós mesmos...
Penso que para isso é necessário reflectirmos e sermos sinceros connosco mesmos, aquilo que buscamos, o que queremos viver, com quem queremos viver e de que forma queremos viver...
Porque no final, só isso interessa...

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Apologize

Eu peço imensa desculpa ao Anónimo que diz seguir-me frequentemente mas, por motivos alheios à minha pessoa comentários dele desapareceram...Apareceram-me no mail mas não nos posts...Quero dizer em minha defesa que não censurei o que quer que seja,nunca foi minha filosofia nem será!

P.S.:Seria interessante o dito Anónimo identificar-se relativamente...

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

É...

Em todas as ruas te encontro

Em todas as ruas te encontro
Em todas as ruas te perco
conheço tão bem o teu corpo
sonhei tanto a tua figura
que é de olhos fechados que eu ando
a limitar a tua altura
e bebo a água e sorvo o ar
que te atravessou a cintura
tanto, tão perto, tão real
que o meu corpo se transfigura
e toca o seu próprio elemento
num corpo que já não é seu
num rio que desapareceu
onde um braço teu me procura

Em todas as ruas te encontro
Em todas as ruas te perco

Mário Cesariny

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Às vezes...

Às vezes mais vale implodir que explodir...
Às vezes é melhor ficar calado do que vociferar alto aquilo que nos corre na alma...
Às vezes é melhor a razão abafar o sentimento...
Às vezes é melhor sermos objectivos que subjectivos...
Às vezes é melhor aguentar o sofrimento do que deixar ser tomado pela vontade de fugir...
Às vezes há momentos em que não nos sentimos completos e isso mata-nos...
Às vezes julgamos que a felicidade e o calor de algumas pessoas não basta para nós...
Às vezes parece que por mais que o nosso suor se esforce para atingir as coisas nunca vai chegar para algumas pessoas...
Às vezes há pessoas que simplesmente perdem a oportunidade de ser felizes porque não têm coragem de enfrentar dificuldades...
Às vezes quando achamos que aqueles que confiam em nós têm atitudes que não entendemos e omitem-nos...
Às vezes omitimos nós para não magoar...
Às vezes gostava de ter tido outra vida que não esta...
Às vezes damos o break sem motivo aparente...

Às vezes era melhor sermos máquinas...Mas somos humanos!

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

From now on...


É interessante ver as reacções das pessoas face a determinadas situações da vida... Ver como reagem quando se sentem desconfortáveis com alguma coisa, ver como se sentem em relação a algo que não lhes é indiferente mas que não sabem como lidar com isso...

É interessante...

É ainda mais interessante ver quando essa relação nos toca a nós...

Mas a questão é quando abrimos uma porta que não devemos abrir...

From now on, vou-me proteger...

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Há homens que não mereciam sequer ter bolas entre as pernas



Descobri hoje que tenho um leitor assíduo que desconhecia...
Já agora oh palhaço quando me quiseres insultar e mandar para o caralho faz que nem homenzinho já que tens o meu número, não andes a mandar recadinhos e a insultar uma mulher...

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Pedro, O Grande

"... Eu acho, até porque eu não sou nem de perto nem de longe um expert nestas matérias visto só ter tido uma chatice a sério apesar de ter durado ainda algum tempo, que ela quer piça"

O que eu me ri com esta sms...

domingo, 24 de julho de 2011

Passado

É inevitável...
Persegue-nos...
Quer para nos lembrar vitórias, quer derrotas...
Para nos fazer sentir felicidade ou tristeza...

Mas o mais importante é que o passado deve servir para nos lembrar erros e acertos...Porque no fundo, ele serve-nos de lição para que um dia nos recordemos do que foi preciso para o alcançar ou de que será necessário para o evitar...

Não estou desiludido, nem pessimista, nem desapontado... Não... Só acho que merecíamos melhor sorte por vezes na vida, e quando falo de sorte, falo daquela parte que nós por mais que procuremos ou que tentemos obter nunca nos toca... Parte da sorte tem de ser procurada por nós mas outra parte nós não controlamos...

Quando penso na sorte que tive em conhecer algumas pessoas por pura sorte e outras que achei que eram espectaculares mas que se revelaram completamente podres interiormente...

Às vezes tenho tantas perguntas na minha cabeça, às vezes dá-me vontade de tentar descobrir se realmente algumas coisas que me contavam eram verdade no passado, se eu fui enganado por acreditar em algumas pessoas...
E se eu tivesse mesmo a oportunidade que alguém me revelasse mesmo parte do meu passado?
Será que valeria a pena?
Será que o que nós queremos é mesmo a verdade?
Será que vale a pena remexer o passado quando essa parte já não nos diz praticamente nada?
Não sei... Se por um lado parece estúpido estar a remexer em coisas que já ocorreram há demasiado tempo para terem importância (que "prescreveram" vá) por outro lado, o ser humano tem uma enorme curiosidade em tentar sempre procurar mais conhecimento e sempre em busca de algo... Algo que lhe dê sentido...

Eu acho que não devemos viver agarrados ao passado, nem estar constantemente a tentar assombrar-nos com os nossos fantasmas do passado; por outro lado, não o podemos apagar, aquilo que ele representa para nós, bom ou mau, deve permanecer na nossa memória. Há quem diga que o nosso passado é a nossa única realidade pois tudo o que é já foi...

Comentários: É por estas e por outras que o meu blog nunca há-de ir a lado nenhum...lol Ponho-me para aqui com filosofias baratas e demagogias parvas em vez de falar de coisas triviais como o último filme que vi (Ressaca 2 se não estou em erro, a não ser que Uma mente brilhante na Sic num sábado à tarde na aldeia da minha avó conte lol) ou então pôr-me para aqui com poemas bonitos e sentimentais sem qualquer sentido e que rimem para que as pessoas fiquem com aquela sensação de que está ali qualquer coisa sem perceberem muito bem o que aquilo é... Ou então podia fazer um blog com piadas parvas... Realmente com a quantidade de piadas que o Rafa diz não era muito difícil...
Ah, já agora, parece que introduzir o feedback nos posts deu algum resultado porque parecendo que não já fico com mais alguma certeza de que alguém lê isto e queria agradecer a quem o faz...

terça-feira, 19 de julho de 2011

terça-feira, 12 de julho de 2011

Try again



Já conhecia esta música há imenso tempo mesmo...Mas só hoje ao ler as lyrics me apercebi que tem imenso a ver comigo...

Um amor que se vai dando por garantido, que se vai arrastando por inércia, as pessoas continuam a amar-se mas deixam morrer as coisas deixando que a rotina e a inércia matem aquilo que poderia ter durado para sempre...E depois? Depois nada...Acabou...As pessoas não são videojogos...Não temos várias tentativas...

Deixo-vos com a música...

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Fact #4


"Para mim a amizade verdadeira entre mulheres é como Deus...Nunca vi mas não nego que possa existir!"

Maybe


Maybe it's my fault...

Maybe I led you to believe that my will and patience would last forever...

Maybe I led you to believe that my strenght and courage were based on good events and not in pain and failure...

Maybe it's my fault you'd believe that my love and compassion could stand for the eternity regardless your arrogance and lies...

Maybe it's my fault you think I would always be here no matter how bad you treat or that you could change how many times you want to, that I would take the pain from your inside even if you call me just for your good...

Maybe I destroyed everything good between us...OR maybe, you're just making excuses!!

sábado, 2 de julho de 2011

About to change


Muda!! Muda a tua atitude!! Altera-te!!Transcende-te!! Arrisca! Sê! Se te apetece ser outra coisa, faz por sê-lo! Transfigura o teu caminho!

Muda a suposta pasmaceira... Dá a mão! Sê positivo para com todos, TODOS sem excepção. Não te vais arrepender! Dá amor, amizade, compreensão, companheirismo. Nunca te hás-de arrepender do bem que fazes mesmo que depois, no teu íntimo, venhas a perceber que não to mereceram, não te arrependas pois agiste de acordo com os teus princípios e valores. Porque o que nos define como pessoas, como identidade, é isso mesmo. A nossa personalidade, a nossa maneira de ser... Isso é tudo o que importa. Não desistas nunca de ti. Estás aqui para viver. Não te deixes ir abaixo... As coisas virão contra ti quando menos esperares, e em certos momentos tudo poderá parecer perdido, vais estar lá no fundo, como se todos te tivessem cavado um buraco e te atirassem com terra para cima. Mas lembra-te, a terra que te deitam para cima só te enterrará se o permitires, em vez de deixares que ela te cubra, sacode-a e faz dela o teu alento para te reergueres e voltares à superfície. É nos momentos de adversidade que se vê o carácter de um Homem!

"...Failure gave me strenght, that my pain was my motivation..."

sábado, 30 de abril de 2011

Empty Promises

"I will forgive but I won't forget
And I hope you know you've lost my respect"

domingo, 10 de abril de 2011

Será pedir muito?!

É que eu realmente não entendo...A sério que não...Parece que quanto mais quietos estamos mais depressa alguma coisa faz questão de nos...importunar vá...

Quis o destino que eu tivesse de ir ao hi5 buscar uma foto que já não sabia onde a tinha e ma pediram...Qual não é o meu espanto quando vejo que tinha tido uma visita ao perfil...Sim, porque já ninguém vai ao hi5 e era bastante estranho alguém ir visitar o meu perfil que para além de não ter nada de especial, está super desactualizado...Fiquei ainda mais intrigado com a pessoa da referente visita e aí somo dois mais dois e decido quase que por artes mágicas ir ao "fantástico blog" dessa pessoa...Confesso que demorei algum tempo a encontrar tal "pérola" (já nem sabia o endereço) mas não sei...Algo me dizia que aquela visita era estranha e pressenti que alguém tinha deitado merda no ventilador...E então entro no blog e eis que me deparo com tamanha diarreia mental, como sempre acompanhada de belos erros ortográficos de quem não sabe a diferença da conjugação entre o verbo "ver" e "vir", e face a tamanha ignobilidade não consegui ficar indiferente...

Por acaso, até tinha um texto antigo de há exactamente 7 meses e 5 dias que estava nos rascunhos e que na altura servia no fundo para eu me defender de acusações infantis que me atiravam à cara...No entanto, por uma questão de deixar de dar troco, de me manter indiferente ao que me rodeava decidi não publicar e o texto foi ficando esquecido... E foi no imediato momento que encontrei o texto que decido publicá-lo...Como o tinha em rascunho foi para a data de 5 de Setembro de 2010 e lá permanece porque aquele é o texto semi-original vá...Pois ao decidir publicá-lo na presente data alinhada com o arquivo decidi acrescentar algo importante, dar-lhe um toque pessoal...

A sério...Se as pessoas estão, supostamente, tão felizes e extasiadas com os seus supra-amores e supra-relacionamentos extraordinários,se eu estou na minha vida quieto, a tentar fazer da minha vida uma coisa pacífica e sem qualquer tipo de conflito, se as pessoas acham que eu sou um ser tão desprezível porque CARALHO têm de mandar essas postas de pescada sem nexo completamente a disparar para o ar?!

Que admitam a imaturidade da qual são fruto.

Que admitam a completa falta de tacto e de capacidade para avaliar as situações com cabeça fria para tentar entender as pessoas.

Que não se escondam em subterfúgios como morte de um familiar em tenra idade para justificar perda de memória cognitiva supostamente aprendida. (Perda de memória cognitiva tem um nome, (e não acontece quando se anda na primária e já se aprendeu a escrever SEM erros) chama-se Doença de Alzheimer).

Que por uma vez na vida expandam horizontes e saltem da pequenez mental de que se tem mais respeito pelos progenitores se se tratarem de maneira formal.

Que entendam que não se é mais inteligente por defender minorias de pseudo-esquerda intelectual punk nem por saber mais sobre uma célula estaminal que um comum mortal.

MAS SOBRETUDO

Que não me fodam mais a cabeça, a sério....Desapareçam ácaros da minha vida!!

Será pedir muito?!

Living on a prayer

Este texto estava em Rascunho há meses e nunca pensei que saísse da caixa mas enfim...Vai ter que ser!!!






"Quem diz o que quer,ouve o que não quer"

Porque realmente é preciso ter uma arrogância e completa falta de humildade quando alguém afirma que é o melhor que alguma vez tivemos sem sequer conhecer ou ter conhecido quem nós tivemos mas eu nem vou por aí...É preciso ter uma cara de pau para quem me chama mesquinho, imaturo e frio...Quando tu achas que foste correcto, quando achas que apoiaste alguém, quando achas que não sabias ou podias fazer melhor do que o que fizeste e ainda assim recebes elogios como "criatura imensamente fria","imaturo" (esta realmente tem graça) e "mesquinho" pá realmente eu volto atrás e penso que se calhar quem não me mereceu foi quem disse que eu não mereci...Mas pronto já que a agressividade se tornou tão explícita eu queria só dizer que o texto do "Brainstorm de relações" nada tem a ver com a minha última relação como certa pessoa terá pensado...É...Desculpa não tinha mesmo nada ver contigo mas sim com a pessoa antes de ti...Mas enfim foda-se, tu achaste que sim e vem daí uma frase genial que foi que o melhor que eu tive foste tu e o melhor que eu tive não vai voltar (como se eu no meu perfeito juízo quisesse uma coisa que eu terminei mas ok...)...Mas de toda esta genialidade, depois de EU acabar contigo, tu ainda tens a puta da distinta lata de te virar para um amigo meu e dizer "Eu sei que não vamos ter mais nada por causa do meu orgulho".HÃ??QUÊ??DO TEU ORGULHO??Fui eu que acabei a relação e tu dizes que não vamos ter mais nada por causa do teu orgulho???É só de mim ou isso é disfuncional para CARALHO?

Olha minha cara,eu posso ter sido uma grande desilusão para ti mas tu não foste,DE CERTEZA ABSOLUTA, o melhor que eu tive, e agora também escrevo do que tu não quererias ler/ouvir.Não foste o melhor mesmo!Quer a nível intelectual,físico,quer a nível de cultura geral, raciocínio, prazer sexual,cultura literária,raciocínio lógico,de sensibilidade, de personalidade...é...tu não foste o melhor se não eu também passado 7/8 semanas não tinha posto término se no meu entender fosses o melhor que eu tive e eu acho que estou em posição de fazer uma consideração mais fiável do que a tua não sei vá...Na volta fui eu que namorei com elas para saber...




Um grande obrigado à pessoa que me permitiu escrever este texto que sem ela seria impossível mostrar ao mundo que a estupidez e a imbecilidade são muito mais fascinantes que a inteligência...A inteligência tem limites, a estupidez e a imbecilidade não!

quarta-feira, 30 de março de 2011

É isso tudo que o homem diz!



Perdi a lucidez e inspiração para escrever portanto fico-me por quem diz tudo...

segunda-feira, 21 de março de 2011

Disappear



So I'm moving on,
I'll never forget,
As you lay there and watch me.
Accepting the end,
I knew you were scared,
You were strong I was trying,
I gave you my hand I said "It's ok let him go time to leave here"
And now carry on the best that I can without you here beside me
Let him come take you home...

sexta-feira, 18 de março de 2011

Round and round

Chega a uma altura em que a falta ou excesso de lucidez nos levam à desorientação...
Constantemente fechamos e abrimos portas na nossa vida, saímos de carruagens de comboios e entramos noutras, tentamos inexoravelmente ficar onde nos aparenta ser melhor, somos enganados ou "pregam-nos" uma rasteira e aí sabemos que não devemos ir mais, o problema é quando tentam compor o erro e nos acreditamos e às vezes tentam ser fiéis para contigo e tentam mostrar que afinal têm carácter... O problema está no facto de nem sempre pensarmos com a cabeça... O problema é quando o Coração entra na equação dos factos... O problema é quando ele, o responsável pelo facto de darmos segundas opções às pessoas é igualmente o responsável por nos lembrar que já fomos magoados e nesta incessante e desesperante situação que as coisas se desenrolam...Por um lado o entra o sangue a bombear repleto de carácter, bondade e vontade de querer dar segundas oportunidades... Por outro sai constantemente o sangue pela ferida não cicatrizada lembrando que já por ali passámos e já caímos...

No easy thing...

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

By me

"Pá mal saí da garagem tive de ligar os limpa pára-brisas se não não via nada com a chuva...Mas também foi sol de pouca dura!"

domingo, 6 de fevereiro de 2011

Hope...

Para que não digam (lol até parece que tenho um mundo de seguidores) que só escrevo coisas tristes e que não ponho nada alegre aqui vai um anúncio de que gostei bastante (mesmo não sendo grande fã do capitalismo americano mas enfim).



Porque já chega de coisas tristes e já chega todos os azares que tive na vida e do que desisti sem ter lutado,agora luto até ao fim e faço o que estiver ao máximo do meu alcance para obter frutos!

domingo, 23 de janeiro de 2011

1/4 escuro

E a vida não deixa de ser irónica para comigo...E às vezes não percebo nada da minha vida...

Gostava de:
-parar-me no tempo
-de ser invisível
-de poder voar
-de ser mais auto-confiante
-de nunca mais desiludir aqueles que amo
-de saber que sou capaz daquilo que quero
-de não ter razão nalgumas coisas
-de viajar muito mais
-de ler os pensamentos de algumas pessoas
-de ter feito algo de outra forma
-de reescrever a minha história...
E no final de contas dou por mim perdido dentro de mim mesmo, tal redundância mais exacta pudesse eu evitar de realçar...

domingo, 2 de janeiro de 2011

Novo Ano

Com tal absurdidade acabei por ficar a pensar no que uma vez me disseram em Janeiro de 2006...Que a forma como inicias o novo ano se poderia reflectir para o resto do ano...O meu primeiro dia foi um tanto atípico, curiosamente não acordei muito tarde (duas e meia da tarde), nem tão pouco tive ressaca. Já antes disso considerando a partir da meia-noite estive com pessoas que me são próximas e importantes (exceptuando, sem qualquer discriminação ou ofensa, uma pessoa que estava a acompanhar uma pessoa minha amiga) e uma delas chateou-se comigo por uma sequência de respostas...Enfim acontecimentos infelizes...Anyway, comecei a ignorar alguém e acho que o melhor passo para saudades, ou memórias felizes é caírem no esquecimento e seguir em frente...Às vezes por mais esperança que tenhamos ou por mais que estejamos demasiado agarrados ao passado não resolve nada...I mean, não devemos regrar a nossa vida por uma prioridade passada, por alguém que foi uma coisa que já não é (e se calhar nem no passado o era)...A verdade é que mesmo para quem lê isto (ok que ninguém lê mas vá lá deixem-me sonhar xD) com alguma frequência já farta o tema ser muitas vezes recorrente...A desilusão sentimental, o cansaço de viver, o tédio, o ócio em demasia por preguiça e descuido frequente na faculdade...Eu sei,são problemas de merda e até eu me irrito com eles...Palavra que irrito...E outras vezes vou abaixo, à noite antes de dormir, é um momento tão deprimente que se eu acho que me esforçasse para escrever conseguia escrever a Bíblia dos Emo's...Palavra, não estou a exagerar parece-me que é aquela hora do dia em que já não posso fazer nada para alterar esta inércia estúpida de não produzir nada de útil e continuar a falhar eternamente e isto acompanhado de um fracasso emocional por completo aliado ao facto de insegurança por aparência física com um misto de culpa por erros que já cometi...

Se o novo ano for para que tudo isto mude, venha ele que eu acompanharei a mudança de braços abertos!