sábado, 30 de abril de 2011

Empty Promises

"I will forgive but I won't forget
And I hope you know you've lost my respect"

domingo, 10 de abril de 2011

Será pedir muito?!

É que eu realmente não entendo...A sério que não...Parece que quanto mais quietos estamos mais depressa alguma coisa faz questão de nos...importunar vá...

Quis o destino que eu tivesse de ir ao hi5 buscar uma foto que já não sabia onde a tinha e ma pediram...Qual não é o meu espanto quando vejo que tinha tido uma visita ao perfil...Sim, porque já ninguém vai ao hi5 e era bastante estranho alguém ir visitar o meu perfil que para além de não ter nada de especial, está super desactualizado...Fiquei ainda mais intrigado com a pessoa da referente visita e aí somo dois mais dois e decido quase que por artes mágicas ir ao "fantástico blog" dessa pessoa...Confesso que demorei algum tempo a encontrar tal "pérola" (já nem sabia o endereço) mas não sei...Algo me dizia que aquela visita era estranha e pressenti que alguém tinha deitado merda no ventilador...E então entro no blog e eis que me deparo com tamanha diarreia mental, como sempre acompanhada de belos erros ortográficos de quem não sabe a diferença da conjugação entre o verbo "ver" e "vir", e face a tamanha ignobilidade não consegui ficar indiferente...

Por acaso, até tinha um texto antigo de há exactamente 7 meses e 5 dias que estava nos rascunhos e que na altura servia no fundo para eu me defender de acusações infantis que me atiravam à cara...No entanto, por uma questão de deixar de dar troco, de me manter indiferente ao que me rodeava decidi não publicar e o texto foi ficando esquecido... E foi no imediato momento que encontrei o texto que decido publicá-lo...Como o tinha em rascunho foi para a data de 5 de Setembro de 2010 e lá permanece porque aquele é o texto semi-original vá...Pois ao decidir publicá-lo na presente data alinhada com o arquivo decidi acrescentar algo importante, dar-lhe um toque pessoal...

A sério...Se as pessoas estão, supostamente, tão felizes e extasiadas com os seus supra-amores e supra-relacionamentos extraordinários,se eu estou na minha vida quieto, a tentar fazer da minha vida uma coisa pacífica e sem qualquer tipo de conflito, se as pessoas acham que eu sou um ser tão desprezível porque CARALHO têm de mandar essas postas de pescada sem nexo completamente a disparar para o ar?!

Que admitam a imaturidade da qual são fruto.

Que admitam a completa falta de tacto e de capacidade para avaliar as situações com cabeça fria para tentar entender as pessoas.

Que não se escondam em subterfúgios como morte de um familiar em tenra idade para justificar perda de memória cognitiva supostamente aprendida. (Perda de memória cognitiva tem um nome, (e não acontece quando se anda na primária e já se aprendeu a escrever SEM erros) chama-se Doença de Alzheimer).

Que por uma vez na vida expandam horizontes e saltem da pequenez mental de que se tem mais respeito pelos progenitores se se tratarem de maneira formal.

Que entendam que não se é mais inteligente por defender minorias de pseudo-esquerda intelectual punk nem por saber mais sobre uma célula estaminal que um comum mortal.

MAS SOBRETUDO

Que não me fodam mais a cabeça, a sério....Desapareçam ácaros da minha vida!!

Será pedir muito?!

Living on a prayer

Este texto estava em Rascunho há meses e nunca pensei que saísse da caixa mas enfim...Vai ter que ser!!!






"Quem diz o que quer,ouve o que não quer"

Porque realmente é preciso ter uma arrogância e completa falta de humildade quando alguém afirma que é o melhor que alguma vez tivemos sem sequer conhecer ou ter conhecido quem nós tivemos mas eu nem vou por aí...É preciso ter uma cara de pau para quem me chama mesquinho, imaturo e frio...Quando tu achas que foste correcto, quando achas que apoiaste alguém, quando achas que não sabias ou podias fazer melhor do que o que fizeste e ainda assim recebes elogios como "criatura imensamente fria","imaturo" (esta realmente tem graça) e "mesquinho" pá realmente eu volto atrás e penso que se calhar quem não me mereceu foi quem disse que eu não mereci...Mas pronto já que a agressividade se tornou tão explícita eu queria só dizer que o texto do "Brainstorm de relações" nada tem a ver com a minha última relação como certa pessoa terá pensado...É...Desculpa não tinha mesmo nada ver contigo mas sim com a pessoa antes de ti...Mas enfim foda-se, tu achaste que sim e vem daí uma frase genial que foi que o melhor que eu tive foste tu e o melhor que eu tive não vai voltar (como se eu no meu perfeito juízo quisesse uma coisa que eu terminei mas ok...)...Mas de toda esta genialidade, depois de EU acabar contigo, tu ainda tens a puta da distinta lata de te virar para um amigo meu e dizer "Eu sei que não vamos ter mais nada por causa do meu orgulho".HÃ??QUÊ??DO TEU ORGULHO??Fui eu que acabei a relação e tu dizes que não vamos ter mais nada por causa do teu orgulho???É só de mim ou isso é disfuncional para CARALHO?

Olha minha cara,eu posso ter sido uma grande desilusão para ti mas tu não foste,DE CERTEZA ABSOLUTA, o melhor que eu tive, e agora também escrevo do que tu não quererias ler/ouvir.Não foste o melhor mesmo!Quer a nível intelectual,físico,quer a nível de cultura geral, raciocínio, prazer sexual,cultura literária,raciocínio lógico,de sensibilidade, de personalidade...é...tu não foste o melhor se não eu também passado 7/8 semanas não tinha posto término se no meu entender fosses o melhor que eu tive e eu acho que estou em posição de fazer uma consideração mais fiável do que a tua não sei vá...Na volta fui eu que namorei com elas para saber...




Um grande obrigado à pessoa que me permitiu escrever este texto que sem ela seria impossível mostrar ao mundo que a estupidez e a imbecilidade são muito mais fascinantes que a inteligência...A inteligência tem limites, a estupidez e a imbecilidade não!